Entre os dias 12 e 23 de maio, todas as atenções estarão voltadas para o 63º Festival de Cannes, considerado o mais importante da sétima arte.

O Festival de Cannes 2010 reúne grandes nomes do cinema como o diretor Tim Burton no posto de presidente do júri na categoria ‘Em Competição’.

‘Robin Hood’, de Ridley Scott, está escalado para abrir o Festival e não concorre a prêmio algum. O filme conta com Russell Crowe no papel do protagonista e tem estreia prevista para o dia 14.

Neste ano, o Brasil é representado pelo ‘A Estação’, de Marcia Faria, na categoria curtas-metragens. O filme que concorre à Palma de Ouro conta a história de uma jovem que sonha em se tornar atriz e troca Brasília por São Paulo para tentar atingir seus objetivos.

Confira lista com os filmes competidores:

Confira os vencedores dos prêmios do 63º Festival de Cannes

Notícias relacionadas:

Conheça os vencedores dos prêmios do 63º Festival de Cannes

Vencedores do 63º Festival de Cannes são anunciados

Entre Os Muros Da Escola

Cannes exibe “A Alegria”, um conto sobre a juventude brasileira

Indústria da celebridade sofre “seca” em Cannes

Cinema político e CIA invadem Cannes

Itália leva “La Nostra Vita” ao Festival de Cannes

Conflito no Iraque é tema de filmes exibidos em Cannes

Festa de gala em Cannes reúne Paris Hilton e outras celebridades

Veja imagens do oitavo dia do Festival de Cannes

Cannes chega ao meio da competição sem favorito

O Vestido de Carey Mulligan no Festival de Cannes 2010

Filme político denuncia EUA em Cannes

CANNES 2010: Godard cancelou participação no festival

CANNES 2010: Kitano, Iñarritu e Kiarostami dividem a crítica

CANNES 2010: Sem ineditismo, exibição de Robin Hood abre o festival

CANNES 2010: Itália escorrega na corrida pela Palma de Ouro

O Festival de Cannes

criado em 1946, conforme concepção de Jean Zay, e até 2002 chamado Festival international du film, é um dos mais prestigiados e famosos festivais de cinema do mundo. Acontece todos os anos, no mês de maio, na cidade francesa de Cannes. O “mercado do filme” (marché du film) acontece paralelamente ao festival.

Um pouco de História

No final dos anos 1930, chocado pela ingerência dos governos fascistas alemão e italiano na seleção dos filmes da Mostra de Veneza, Jean Zay, ministro da Instrução pública e de Belas Artes, propõe a criação, em Cannes, de um festival cinematográfico de nível internacional. Em junho de 1939, Louis Lumière aceita ser o presidente da primeira edição do festival, que deveria acontecer do 1 ao 30 de setembro. A declaração de guerra da França e do Reino Unido à Alemanha em 3 de setembro põe fim prematuramente a essa decisão, apesar de o prêmio ter sido atribuído a Union Pacific, de Cecil B. DeMille.

A primeira edição do festival aconteceu realmente em 1946. O festival não aconteceu em 1948 e 1950 por problemas financeiros. Em 1955, foi introduzida pelo comitê organizador a Palma de Ouro como prêmio principal do evento – antes desta data, ele era conhecido como Grand Prix du Festival international du Film.

O festival de 1968 foi interrompido em 19 de maio. Na véspera, Louis Malle, demissionário do júri, François Truffaut, Claude Berri, Jean-Gabriel Albicocco, Claude Lelouch, Roman Polanski e Jean-Luc Godard, ao penetrarem na grande sala do Palácio, haviam exigido a interrupção da projeção em solidariedade aos operários e estudantes em greve.

A edição de 2006 teve júri presidido pelo cineasta chinês Wong Kar Wai (de Amor à Flor da Pele e 2046). O prêmio principal, esperado para o mexicano Alejandro González Iñárritu (que ganhou o troféu como melhor diretor por Babel), acabou saindo para o realizador britânico Ken Loach, com The Wind That Shakes the Barley.

Lusofonia em Cannes

* 1953 – Melhor Filme de Aventura – O Cangaceiro, de Lima Barreto.
* 1962 – Palma de Ouro – O Pagador de Promessas, dirigido pelo brasileiro Anselmo Duarte, primeiro filme em língua portuguesa a receber o principal prêmio de Cannes.
* 1967 – Prêmio da Crítica Internacional – Terra em Transe, de Glauber Rocha.
* 1969 – Melhor Direção – Glauber Rocha, por O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro.
* 1977 – Prêmio Especial do Júri – curta-metragem – Di Cavalcanti, de Glauber Rocha.
* 1982 – Melhor Curta-Metragem de Animação – Meow, de Marcos Magalhães.
* 1986 – Melhor Interpretação Feminina – Fernanda Torres, por Eu Sei que Vou Te Amar, de Arnaldo Jabor.
* 1997 – Prêmio da Crítica Internacional – Viagem ao Princípio do Mundo, de Manoel de Oliveira.
* 1999 – Prêmio Especial do Júri – A Carta, de Manoel de Oliveira.
* 2002 – Primeiro Prêmio Cinéfondation (para filmes universitários de até 60 minutos) – Um Sol Alaranjado, de Eduardo Valente.
* 2008 – Prêmio Un Regard Neuf na seção paralela Quinzena dos Realizadores – Muro, de Tião.
* 2008 – Melhor Interpretação Feminina – Sandra Corveloni, por Linha de Passe

Seções do Festival de Cannes

A seleção oficial

* Longa-metragens em competição (Longs métrages en compétition)
* Longa-metragens fora de competição (Longs métrages hors compétition)
* Um certo olhar (Un certain regard)
* Curta-metragens em competição (Courts métrages en compétition)
* Cine-fundação (Cinéfondation)

As seções paralelas

* A Semana da crítica (La Semaine de la critique)
* A Quinzena dos diretores (La Quinzaine des réalisateurs)

Prêmios

Longa-metragens da competição oficial

* A Palma de Ouro (Palme d’or) recompensa o melhor filme.
* O Grande prêmio (Grand Prix) recompensa o filme que manifesta a maior originalidade ou espírito de pesquisa.
* O Prêmio de interpretação feminina (Prix d’interprétation féminine) recompensa a melhor atriz.
* O Prêmio de interpretação masculina (Prix d’interprétation masculine) recompensa o melhor ator.
* O Prêmio de adaptação (Prix de la mise en scène) recompensa o melhor diretor.
* O Prêmio de cenário (Prix du scénario) recompensa o melhor cenarista.
* O Prêmio do Júri (Prix du jury)

Curta-metragens da competição oficial

* A Palma de ouro do curta-metragem (Palme d’or du court métrage) recompensa o melhor curta-metragem.
* O Prêmio do júri (Prix du jury du court métrage)

Seleção oficial (competição e Un certain regard), a Quinzena dos diretores e a Semana da crítica

* Câmera de ouro (Caméra d’or) recompensa o melhor primeiro filme do conjunto dessas seções.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s